logo psicologos em brasília_Mesa de trabajo 1

O que é Distorção Cognitiva?

A distorção cognitiva é um termo utilizado na psicologia para descrever os padrões de pensamento distorcidos que podem afetar a forma como percebemos e interpretamos a realidade. Essas distorções podem levar a uma visão distorcida de nós mesmos, dos outros e do mundo ao nosso redor. Elas são consideradas erros de processamento de informações que podem levar a emoções negativas e comportamentos disfuncionais.

Principais tipos de distorção cognitiva

Existem diversos tipos de distorção cognitiva, cada um com características específicas. Abaixo, vamos explorar alguns dos principais tipos:

1. Leitura mental

A leitura mental é uma distorção cognitiva em que assumimos saber o que as outras pessoas estão pensando, mesmo sem evidências concretas. Essa distorção pode levar a interpretações equivocadas e ações baseadas em suposições errôneas.

2. Catastrofização

A catastrofização é uma distorção cognitiva em que tendemos a imaginar o pior cenário possível para uma situação, exagerando suas consequências negativas. Isso pode levar a ansiedade e preocupação excessiva, prejudicando nossa capacidade de lidar com os desafios da vida.

3. Generalização excessiva

A generalização excessiva é uma distorção cognitiva em que tiramos conclusões amplas e negativas com base em um único evento ou experiência isolada. Essa distorção pode levar a estereótipos e preconceitos, limitando nossa visão de mundo e prejudicando nossos relacionamentos.

4. Pensamento polarizado

O pensamento polarizado é uma distorção cognitiva em que vemos as coisas apenas em termos de extremos, sem considerar as nuances e os tons de cinza. Essa distorção pode levar a uma visão simplista da realidade e dificultar a busca por soluções equilibradas e flexíveis.

5. Personalização

A personalização é uma distorção cognitiva em que assumimos a responsabilidade por eventos externos ou pelas emoções dos outros, mesmo quando não temos controle sobre eles. Essa distorção pode levar a sentimentos de culpa e inadequação, prejudicando nossa autoestima e bem-estar emocional.

6. Raciocínio emocional

O raciocínio emocional é uma distorção cognitiva em que confundimos nossas emoções com fatos objetivos. Isso significa que tomamos decisões com base em como nos sentimos, em vez de considerar evidências e informações concretas. Essa distorção pode levar a comportamentos impulsivos e irrefletidos.

7. Filtro mental

O filtro mental é uma distorção cognitiva em que filtramos seletivamente as informações, focando apenas nos aspectos negativos de uma situação e ignorando os positivos. Essa distorção pode levar a uma visão pessimista e desequilibrada da realidade, afetando nossa perspectiva e bem-estar.

8. Rotulação

A rotulação é uma distorção cognitiva em que atribuímos rótulos negativos a nós mesmos ou aos outros com base em um único comportamento ou característica. Essa distorção pode levar a estereótipos e preconceitos, prejudicando nossa autoimagem e nossos relacionamentos.

9. Desqualificação do positivo

A desqualificação do positivo é uma distorção cognitiva em que desvalorizamos ou ignoramos os aspectos positivos de uma situação, focando apenas nos negativos. Essa distorção pode levar a uma visão negativa e desvalorizada de nós mesmos e do mundo ao nosso redor.

10. Comparação social

A comparação social é uma distorção cognitiva em que nos comparamos constantemente com os outros, geralmente de forma negativa. Essa distorção pode levar a sentimentos de inveja, inferioridade e baixa autoestima, afetando nossa autoconfiança e bem-estar emocional.

11. Previsão negativa

A previsão negativa é uma distorção cognitiva em que antecipamos e esperamos resultados negativos em uma situação, mesmo sem evidências concretas. Essa distorção pode levar a ansiedade e medo desnecessários, limitando nossa capacidade de aproveitar as oportunidades e lidar com os desafios.

12. Personalização

A personalização é uma distorção cognitiva em que assumimos a responsabilidade por eventos externos ou pelas emoções dos outros, mesmo quando não temos controle sobre eles. Essa distorção pode levar a sentimentos de culpa e inadequação, prejudicando nossa autoestima e bem-estar emocional.

13. Pensamento “tudo ou nada”

O pensamento “tudo ou nada” é uma distorção cognitiva em que vemos as coisas apenas em termos de extremos, sem considerar as nuances e os tons de cinza. Essa distorção pode levar a uma visão simplista da realidade e dificultar a busca por soluções equilibradas e flexíveis.

Em resumo, a distorção cognitiva é um fenômeno comum que afeta a forma como percebemos e interpretamos a realidade. Conhecer os diferentes tipos de distorção cognitiva pode nos ajudar a identificar e desafiar esses padrões de pensamento distorcidos, promovendo uma visão mais equilibrada e saudável do mundo ao nosso redor.