logo psicologos em brasília_Mesa de trabajo 1

O que é: Mecanismos de defesa

Os mecanismos de defesa são estratégias psicológicas inconscientes que utilizamos para lidar com situações de estresse, ansiedade, conflito emocional ou ameaças à nossa autoestima. Esses mecanismos são desenvolvidos ao longo da vida e têm como objetivo proteger o nosso ego e preservar a nossa integridade psíquica.

Mecanismos de defesa mais comuns

Existem diversos mecanismos de defesa que são utilizados pelas pessoas de forma automática e muitas vezes sem consciência. Alguns dos mecanismos de defesa mais comuns são:

Negação

A negação é um mecanismo de defesa que consiste em recusar-se a aceitar uma realidade que seja dolorosa ou ameaçadora. Por exemplo, uma pessoa que recebe um diagnóstico de uma doença grave pode negar a gravidade da situação e se recusar a buscar tratamento.

Repressão

A repressão é um mecanismo de defesa que consiste em empurrar para o inconsciente pensamentos, sentimentos ou memórias que sejam perturbadores. Por exemplo, uma pessoa que sofreu um trauma na infância pode reprimir essas memórias e não se lembrar do evento.

Projeção

A projeção é um mecanismo de defesa que consiste em atribuir a outras pessoas características, desejos ou sentimentos que na verdade são nossos. Por exemplo, uma pessoa que tem dificuldade em lidar com a raiva pode projetar essa raiva em outra pessoa e acusá-la de ser agressiva.

Racionalização

A racionalização é um mecanismo de defesa que consiste em encontrar justificativas lógicas e plausíveis para comportamentos ou pensamentos que são inaceitáveis para nós mesmos. Por exemplo, uma pessoa que trai o parceiro pode racionalizar essa traição dizendo que o relacionamento estava desgastado.

Deslocamento

O deslocamento é um mecanismo de defesa que consiste em direcionar emoções ou impulsos indesejados para um alvo substituto. Por exemplo, uma pessoa que está frustrada com o trabalho pode descontar essa frustração em um colega de trabalho.

Sublimação

A sublimação é um mecanismo de defesa que consiste em canalizar impulsos ou emoções indesejadas para atividades socialmente aceitas e construtivas. Por exemplo, uma pessoa que tem impulsos agressivos pode encontrar na prática de esportes uma forma de liberar essa energia.

Formação reativa

A formação reativa é um mecanismo de defesa que consiste em expressar o oposto de um impulso ou sentimento que é considerado inaceitável. Por exemplo, uma pessoa que sente inveja de alguém pode expressar admiração e elogios em vez de admitir seus verdadeiros sentimentos.

Regredir

Regredir é um mecanismo de defesa que consiste em voltar a comportamentos ou estágios de desenvolvimento anteriores, geralmente em situações de estresse. Por exemplo, uma pessoa adulta pode regredir para comportamentos infantis quando se sente sobrecarregada.

Conclusão

Os mecanismos de defesa são estratégias psicológicas que utilizamos para lidar com situações difíceis ou ameaçadoras. Eles podem ser úteis para nos proteger emocionalmente, mas também podem ser prejudiciais se forem utilizados de forma excessiva ou inadequada. É importante estar atento aos nossos próprios mecanismos de defesa e buscar ajuda profissional caso eles estejam interferindo negativamente em nossa vida.