logo psicologos em brasília_Mesa de trabajo 1

O que é Mindfulness baseado em autocompaixão (MSC)?

Mindfulness baseado em autocompaixão (MSC) é uma abordagem terapêutica que combina a prática de mindfulness com a autocompaixão. O MSC foi desenvolvido por Christopher Germer, psicólogo clínico, e Kristin Neff, pioneira no estudo da autocompaixão. Essa abordagem tem como objetivo cultivar a habilidade de estar presente no momento presente, com uma atitude de aceitação e compaixão em relação a si mesmo.

Os princípios do MSC

O MSC se baseia em três princípios fundamentais: mindfulness, autocompaixão e compaixão compartilhada. O mindfulness é a capacidade de estar presente no momento presente, sem julgamentos ou críticas. A autocompaixão envolve tratar-se com bondade e compreensão diante do sofrimento, reconhecendo a humanidade compartilhada. A compaixão compartilhada é a capacidade de estender a compaixão aos outros, reconhecendo que todos nós enfrentamos desafios e dificuldades na vida.

Benefícios do MSC

O MSC tem sido amplamente estudado e comprovado como uma abordagem eficaz para melhorar o bem-estar emocional e psicológico. A prática regular de MSC pode ajudar a reduzir o estresse, a ansiedade e a depressão, além de promover a resiliência emocional. Também pode melhorar a autoestima, a autoaceitação e a capacidade de lidar com as adversidades da vida de forma mais saudável.

Como praticar o MSC

A prática do MSC envolve a combinação de exercícios de mindfulness e autocompaixão. Durante as sessões, os participantes são guiados a cultivar a atenção plena, observando seus pensamentos, emoções e sensações corporais sem julgamentos. Também são incentivados a desenvolver uma atitude de autocompaixão, tratando-se com gentileza e compreensão diante do sofrimento.

Aplicações do MSC

O MSC pode ser aplicado em diversas áreas, como saúde mental, educação, liderança e relacionamentos. Na área da saúde mental, o MSC tem sido utilizado como uma abordagem complementar no tratamento de transtornos como ansiedade, depressão e estresse pós-traumático. Na educação, o MSC tem sido introduzido em escolas para ajudar os alunos a desenvolverem habilidades emocionais e de autorregulação. No contexto organizacional, o MSC tem sido utilizado para promover a liderança compassiva e melhorar o bem-estar dos funcionários.

Desafios do MSC

Embora o MSC tenha se mostrado eficaz em diversos estudos, existem alguns desafios associados à prática. Um dos desafios é a resistência inicial de algumas pessoas em praticar a autocompaixão, devido a crenças arraigadas de que ser autocompassivo é ser egoísta ou fraco. Além disso, algumas pessoas podem encontrar dificuldades em lidar com emoções difíceis durante a prática do MSC.

Considerações finais

O MSC é uma abordagem terapêutica poderosa que combina mindfulness e autocompaixão. Essa prática pode trazer inúmeros benefícios para o bem-estar emocional e psicológico, ajudando as pessoas a lidarem de forma mais saudável com o estresse, a ansiedade e a depressão. No entanto, é importante ressaltar que o MSC não é uma solução mágica e requer dedicação e prática regular para obter resultados significativos.

Referências

– Germer, C. K., & Neff, K. D. (2013). Mindful self-compassion in clinical practice. Journal of Clinical Psychology, 69(8), 856-867.

– Neff, K. D., & Germer, C. K. (2013). A pilot study and randomized controlled trial of the mindful self-compassion program. Journal of Clinical Psychology, 69(1), 28-44.

– Neff, K. D., & Dahm, K. A. (2015). Self-compassion: What it is, what it does, and how it relates to mindfulness. In M. Robinson, B. Meier, & B. Ostafin (Eds.), Handbook of mindfulness and self-regulation (pp. 121-137). Springer.