logo psicologos em brasília_Mesa de trabajo 1

O que é Negação Dissociativa?

A negação dissociativa é um transtorno psicológico caracterizado pela incapacidade de reconhecer ou aceitar eventos traumáticos que ocorreram na vida de uma pessoa. É uma forma de mecanismo de defesa que o cérebro utiliza para proteger a mente de experiências dolorosas ou traumáticas. Nesse estado, a pessoa é capaz de se desconectar emocionalmente dos eventos traumáticos, negando sua existência ou minimizando sua importância.

Como a Negação Dissociativa se manifesta?

A negação dissociativa pode se manifestar de diferentes formas, dependendo da pessoa e do tipo de trauma vivenciado. Alguns dos sintomas mais comuns incluem amnésia dissociativa, onde a pessoa é incapaz de se lembrar de eventos traumáticos específicos, e fugas dissociativas, onde a pessoa foge da realidade e assume uma nova identidade ou localização geográfica.

Além disso, a negação dissociativa também pode se manifestar através de sintomas físicos, como dores de cabeça, problemas gastrointestinais e distúrbios do sono. Esses sintomas são uma forma de expressão do sofrimento emocional que a pessoa está experimentando, mas que não consegue reconhecer ou admitir.

Quais são as causas da Negação Dissociativa?

As causas da negação dissociativa podem variar de pessoa para pessoa, mas geralmente estão relacionadas a experiências traumáticas na infância, como abuso físico, sexual ou emocional. Esses eventos traumáticos podem ser tão intensos e dolorosos que a mente da pessoa se desconecta deles como uma forma de autopreservação.

Além disso, fatores genéticos e ambientais também podem desempenhar um papel no desenvolvimento da negação dissociativa. Pessoas que têm histórico familiar de transtornos dissociativos ou que cresceram em um ambiente instável ou abusivo têm maior probabilidade de desenvolver esse transtorno.

Como é feito o diagnóstico da Negação Dissociativa?

O diagnóstico da negação dissociativa é feito por um profissional de saúde mental, como um psicólogo ou psiquiatra. O profissional irá realizar uma avaliação detalhada da história do paciente, levando em consideração seus sintomas, experiências traumáticas passadas e qualquer outro transtorno mental que possa estar presente.

É importante ressaltar que o diagnóstico da negação dissociativa pode ser desafiador, pois muitas vezes a pessoa não está ciente de seus sintomas ou não está disposta a admitir que algo está errado. Portanto, é fundamental que o profissional de saúde mental seja experiente e tenha conhecimento sobre esse transtorno para realizar um diagnóstico preciso.

Qual é o tratamento para a Negação Dissociativa?

O tratamento para a negação dissociativa geralmente envolve uma abordagem multidisciplinar, que combina terapia individual, terapia em grupo e, em alguns casos, o uso de medicamentos. O objetivo do tratamento é ajudar a pessoa a reconhecer e aceitar os eventos traumáticos que ocorreram em sua vida, além de desenvolver estratégias saudáveis de enfrentamento e resiliência.

A terapia individual, como a terapia cognitivo-comportamental, pode ajudar a pessoa a identificar padrões de pensamento disfuncionais e substituí-los por pensamentos mais adaptativos. A terapia em grupo, por sua vez, oferece um espaço seguro para compartilhar experiências e aprender com outras pessoas que estão passando por situações semelhantes.

Como prevenir a Negação Dissociativa?

A prevenção da negação dissociativa envolve principalmente a criação de um ambiente seguro e estável para crianças e adolescentes. Isso inclui garantir que eles tenham acesso a cuidados adequados, apoio emocional e proteção contra abuso físico, sexual ou emocional.

Além disso, é importante que os pais e cuidadores estejam atentos aos sinais de trauma ou abuso e procurem ajuda profissional o mais cedo possível. Quanto mais cedo o trauma for identificado e tratado, menor será a probabilidade de desenvolver transtornos dissociativos, como a negação dissociativa.

Conclusão

A negação dissociativa é um transtorno psicológico complexo que afeta a capacidade de uma pessoa reconhecer ou aceitar eventos traumáticos em sua vida. É uma forma de mecanismo de defesa que o cérebro utiliza para proteger a mente de experiências dolorosas. O diagnóstico e tratamento da negação dissociativa requerem a intervenção de profissionais de saúde mental experientes. A prevenção desse transtorno envolve a criação de um ambiente seguro e estável para crianças e adolescentes, além de estar atento aos sinais de trauma e abuso.