logo psicologos em brasília_Mesa de trabajo 1

O que é Orientação existencial-humanista-fenomenológica?

A orientação existencial-humanista-fenomenológica é uma abordagem terapêutica que busca compreender o ser humano em sua totalidade, levando em consideração suas experiências, valores, crenças e a forma como ele dá significado à sua existência. Essa abordagem tem como base a filosofia existencialista, que enfatiza a liberdade, a responsabilidade e a busca por sentido na vida.

Princípios da orientação existencial-humanista-fenomenológica

Para compreender melhor a orientação existencial-humanista-fenomenológica, é importante conhecer seus princípios fundamentais. São eles:

1. Subjetividade e individualidade

A orientação existencial-humanista-fenomenológica reconhece a importância da subjetividade e da individualidade de cada pessoa. Ela valoriza a experiência única de cada indivíduo e busca compreender como ele percebe e interpreta o mundo ao seu redor.

2. Liberdade e responsabilidade

Um dos pilares da orientação existencial-humanista-fenomenológica é a ênfase na liberdade e na responsabilidade do ser humano. Acredita-se que cada pessoa é livre para fazer escolhas e tomar decisões, e que é responsável por suas ações e pelo sentido que atribui à sua vida.

3. Busca por sentido

A orientação existencial-humanista-fenomenológica parte do pressuposto de que o ser humano é um ser em busca de sentido. Ela busca auxiliar o indivíduo a encontrar um propósito e significado para sua existência, levando em consideração suas necessidades, desejos e valores.

4. Autenticidade e autodescoberta

Outro princípio importante da orientação existencial-humanista-fenomenológica é a valorização da autenticidade e da autodescoberta. Ela encoraja o indivíduo a se conhecer profundamente, a entrar em contato com suas emoções, valores e desejos, e a viver de acordo com sua verdadeira essência.

5. Relação terapêutica

A relação terapêutica é um aspecto central na orientação existencial-humanista-fenomenológica. Ela se baseia em uma relação de confiança, empatia e respeito entre terapeuta e cliente, onde o terapeuta atua como um facilitador do processo de autoconhecimento e transformação do cliente.

Técnicas utilizadas na orientação existencial-humanista-fenomenológica

Na orientação existencial-humanista-fenomenológica, são utilizadas diversas técnicas terapêuticas que visam auxiliar o indivíduo a explorar sua subjetividade, compreender suas experiências e encontrar sentido em sua vida. Algumas das técnicas mais comuns incluem:

1. Entrevista fenomenológica

A entrevista fenomenológica é uma técnica utilizada para explorar a experiência subjetiva do cliente. O terapeuta busca compreender como o cliente percebe e interpreta determinada situação, estimulando-o a descrever suas emoções, pensamentos e sensações corporais.

2. Diálogo socrático

O diálogo socrático é uma técnica que busca estimular a reflexão e o questionamento do cliente. O terapeuta faz perguntas abertas e desafiadoras, levando o cliente a refletir sobre suas crenças, valores e formas de pensar, e a considerar novas perspectivas.

3. Expressão artística

A expressão artística, como a pintura, a escrita ou a dança, pode ser utilizada como uma forma de autoexpressão e exploração emocional na orientação existencial-humanista-fenomenológica. Ela permite ao indivíduo expressar suas emoções e experiências de forma não verbal.

4. Técnicas de relaxamento e mindfulness

Técnicas de relaxamento e mindfulness são frequentemente utilizadas na orientação existencial-humanista-fenomenológica para auxiliar o indivíduo a entrar em contato consigo mesmo, reduzir o estresse e a ansiedade, e cultivar a atenção plena no momento presente.

5. Escrita terapêutica

A escrita terapêutica é uma técnica que envolve o uso da escrita como uma forma de autoexploração e reflexão. O indivíduo é encorajado a escrever sobre suas experiências, emoções e pensamentos, permitindo-lhe ganhar uma maior compreensão de si mesmo.

Conclusão

A orientação existencial-humanista-fenomenológica é uma abordagem terapêutica que busca compreender o ser humano em sua totalidade, levando em consideração sua subjetividade, liberdade e busca por sentido. Ela utiliza diversas técnicas terapêuticas para auxiliar o indivíduo a explorar sua subjetividade, compreender suas experiências e encontrar significado em sua vida. Se você está em busca de uma abordagem terapêutica que valoriza a individualidade e o autodesenvolvimento, a orientação existencial-humanista-fenomenológica pode ser uma opção a ser considerada.