logo psicologos em brasília_Mesa de trabajo 1

O que é Orientação Sistêmica?

A orientação sistêmica é uma abordagem terapêutica que busca compreender os problemas e conflitos humanos a partir de uma perspectiva sistêmica. Essa abordagem considera que os indivíduos são influenciados por diversos sistemas, como a família, o trabalho, a sociedade, entre outros, e que esses sistemas estão interconectados e interagem entre si.

Origem da Orientação Sistêmica

A orientação sistêmica teve origem na década de 1950, com os estudos do psicoterapeuta alemão Bert Hellinger. Hellinger desenvolveu uma abordagem terapêutica baseada na teoria dos sistemas, que foi influenciada por diversas correntes de pensamento, como a psicologia humanista, a psicanálise e a teoria da comunicação.

Princípios da Orientação Sistêmica

A orientação sistêmica se baseia em alguns princípios fundamentais. Um deles é o princípio da totalidade, que considera que os indivíduos são parte de um sistema maior e que as ações de um indivíduo podem afetar todo o sistema. Outro princípio é o da circularidade, que enfatiza a interação e a influência mútua entre os membros de um sistema.

Aplicações da Orientação Sistêmica

A orientação sistêmica pode ser aplicada em diversos contextos, como a terapia familiar, a terapia de casal, a terapia organizacional e a mediação de conflitos. Em cada um desses contextos, a abordagem sistêmica busca compreender as dinâmicas e os padrões de interação presentes nos sistemas e auxiliar na busca por soluções e transformações.

Benefícios da Orientação Sistêmica

A orientação sistêmica oferece diversos benefícios para os indivíduos e os sistemas nos quais estão inseridos. Ao compreender as dinâmicas e os padrões de interação presentes nos sistemas, é possível identificar e modificar comportamentos disfuncionais, promover a comunicação e a cooperação entre os membros do sistema e buscar soluções mais saudáveis e satisfatórias para os problemas e conflitos.

Principais Conceitos da Orientação Sistêmica

A orientação sistêmica utiliza diversos conceitos para compreender os sistemas e as interações presentes neles. Alguns dos principais conceitos são:

1. Hierarquia

A hierarquia é um conceito importante na orientação sistêmica. Ela se refere à ordem de poder e influência presente nos sistemas. Na terapia familiar, por exemplo, é comum que os pais ocupem uma posição hierárquica superior em relação aos filhos.

2. Fronteiras

As fronteiras são as barreiras que delimitam os sistemas e definem quem faz parte deles. Elas podem ser rígidas, quando há pouca permeabilidade entre os sistemas, ou flexíveis, quando há maior interação e troca entre eles.

3. Regras e padrões

Os sistemas são regidos por regras e padrões que determinam como os membros devem se comportar e interagir. Essas regras e padrões podem ser explícitos, como as normas familiares, ou implícitos, como os papéis desempenhados pelos membros de uma equipe de trabalho.

4. Lealdades invisíveis

A orientação sistêmica considera que os indivíduos podem estar lealmente ligados a outros membros do sistema, mesmo que essa lealdade não seja consciente. Essas lealdades invisíveis podem influenciar as dinâmicas e os conflitos presentes nos sistemas.

5. Equilíbrio e homeostase

Os sistemas tendem a buscar o equilíbrio e a homeostase, ou seja, a manutenção de um estado de estabilidade. Quando ocorrem mudanças ou desequilíbrios nos sistemas, podem surgir sintomas e conflitos como forma de buscar o retorno ao equilíbrio.

6. Resolução de problemas

A orientação sistêmica busca auxiliar na resolução de problemas e conflitos, considerando que eles são parte natural dos sistemas. Ao compreender as dinâmicas e os padrões de interação presentes nos sistemas, é possível identificar soluções mais saudáveis e satisfatórias.

Conclusão

A orientação sistêmica é uma abordagem terapêutica poderosa e eficaz, que busca compreender os problemas e conflitos humanos a partir de uma perspectiva sistêmica. Com seus princípios e conceitos, essa abordagem oferece uma visão ampla e profunda dos sistemas e das interações presentes neles, auxiliando na busca por soluções e transformações. Se você está enfrentando problemas ou conflitos em sua vida pessoal, familiar ou profissional, a orientação sistêmica pode ser uma excelente opção para encontrar novas perspectivas e caminhos.