logo psicologos em brasília_Mesa de trabajo 1

O que é: Zoonoses negligenciadas

Zoonoses negligenciadas são doenças infecciosas que são transmitidas entre animais e seres humanos, causando uma série de problemas de saúde pública. Essas doenças são chamadas de “negligenciadas” porque recebem pouca atenção e recursos em comparação com outras doenças mais conhecidas, como a malária ou a tuberculose. No entanto, elas afetam milhões de pessoas em todo o mundo e têm um impacto significativo na saúde e no bem-estar das comunidades.

Principais zoonoses negligenciadas

Existem várias zoonoses negligenciadas que são de grande preocupação para a saúde pública. Entre elas, podemos citar:

Leishmaniose

A leishmaniose é uma doença causada por parasitas do gênero Leishmania, que são transmitidos por picadas de mosquitos infectados. Existem diferentes formas de leishmaniose, incluindo a leishmaniose visceral, que afeta os órgãos internos, e a leishmaniose cutânea, que causa úlceras na pele. A doença é endêmica em várias regiões tropicais e subtropicais, e estima-se que haja cerca de 1 milhão de casos novos a cada ano.

Doença de Chagas

A doença de Chagas é causada pelo parasita Trypanosoma cruzi, que é transmitido principalmente por insetos conhecidos como barbeiros. A doença afeta principalmente as áreas rurais da América Latina, mas também pode ser encontrada em outras regiões do mundo. A doença de Chagas pode causar problemas cardíacos e digestivos graves, e estima-se que afete cerca de 6 milhões de pessoas em todo o mundo.

Esquistossomose

A esquistossomose, também conhecida como bilharziose, é uma doença causada por parasitas do gênero Schistosoma, que são transmitidos por caramujos de água doce. A doença afeta principalmente as áreas rurais e pobres de países tropicais e subtropicais, onde as condições sanitárias são precárias. A esquistossomose pode causar danos ao fígado, intestinos, pulmões e bexiga, e estima-se que afete mais de 200 milhões de pessoas em todo o mundo.

Doença do sono

A doença do sono, também conhecida como tripanossomíase africana, é causada pelo parasita Trypanosoma brucei, que é transmitido pela mosca tsé-tsé. A doença afeta principalmente as áreas rurais da África subsaariana, onde a mosca tsé-tsé é encontrada. A doença do sono pode causar sintomas como febre, fadiga, dores de cabeça e, se não tratada, pode levar à morte. Estima-se que cerca de 65 milhões de pessoas estejam em risco de contrair a doença do sono.

Prevenção e controle de zoonoses negligenciadas

A prevenção e o controle das zoonoses negligenciadas são desafios complexos que exigem uma abordagem integrada e multidisciplinar. Algumas das medidas de prevenção e controle incluem:

Vacinação

A vacinação é uma das principais estratégias para prevenir a propagação de zoonoses negligenciadas. Existem vacinas disponíveis para algumas dessas doenças, como a leishmaniose e a doença de Chagas. A vacinação em massa de animais domésticos, como cães e gatos, pode ajudar a reduzir a transmissão dessas doenças para os seres humanos.

Controle de vetores

O controle de vetores, como mosquitos e barbeiros, é fundamental para prevenir a transmissão de zoonoses negligenciadas. Isso pode ser feito por meio do uso de inseticidas, medidas de higiene e melhorias nas condições sanitárias. Além disso, o controle de vetores também pode envolver o uso de armadilhas e outras técnicas de controle biológico.

Educação e conscientização

A educação e a conscientização da população são essenciais para prevenir a propagação de zoonoses negligenciadas. Isso inclui informar as pessoas sobre os riscos dessas doenças, como elas são transmitidas e quais medidas podem ser tomadas para preveni-las. Também é importante promover a participação da comunidade no controle dessas doenças, incentivando a adoção de práticas de higiene e o cuidado adequado com animais domésticos.

Pesquisa e desenvolvimento de novas ferramentas

A pesquisa e o desenvolvimento de novas ferramentas, como testes diagnósticos mais rápidos e eficientes, são fundamentais para melhorar a prevenção e o controle das zoonoses negligenciadas. Além disso, a pesquisa também pode ajudar a entender melhor a epidemiologia dessas doenças e identificar novas estratégias de intervenção.

Conclusão

Em resumo, as zoonoses negligenciadas são um problema de saúde pública global que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Essas doenças são transmitidas entre animais e seres humanos e têm um impacto significativo na saúde e no bem-estar das comunidades. A prevenção e o controle dessas doenças exigem uma abordagem integrada e multidisciplinar, que envolve vacinação, controle de vetores, educação e conscientização, além de pesquisa e desenvolvimento de novas ferramentas. É essencial que essas doenças recebam mais atenção e recursos para que possamos reduzir seu impacto na saúde pública.